Carrega Benfica

“Que todos disfrutem do jogo é mais importante do que emails” – Rui Vitória

“Não há favoritos porque são duas grandes equipas“, disse.

Rui_Vitoria_BENFICA
O treinador do Benfica, Rui Vitória, considerou hoje que o clima de tensão entre os ‘encarnados’ e o FC Porto não entra em campo no clássico desta sexta-feira, a contar para a 13ª jornada da I Liga de futebol.

Na conferência de imprensa realizada no Estádio da Luz, o treinador dos tetra campeões nacionais vincou o “objectivo comum” de vitória das duas equipas e enalteceu a “qualidade” dos jogadores, sublinhando que este facto deve ofuscar qualquer polémica com os clubes ou a arbitragem.

“Não concebo – com a qualidade de jogadores que vai haver em campo – quem se preocupe com isso. É um jogo tão grande que o fundamental é preocuparmo-nos com a qualidade das equipas. A minha mensagem é que [os adeptos] desfrutem do jogo e que possam ir bem para casa. Isso é muito mais importante que qualquer e-mail, tweet ou facebook“, declarou, em alusão às trocas de acusações entre as estruturas de comunicação de ‘águias’ e ‘dragões’.

Horas antes, Sérgio Conceição, técnico do FC Porto, tinha rejeitado a existência de um favorito para este embate, uma ideia que Rui Vitória subscreveu, sem deixar de enfatizar a “grande ambição” com que a sua equipa parte para o jogo.

“É um clássico, qualquer equipa pode ganhar e as duas vão querer ganhar. Há uma ambição muito grande e vamos com grande ambição. Queremos ir ao Porto ganhar como o FC Porto nos quer ganhar. Não há favoritos porque são duas grandes equipas“, assegurou.

O técnico do Benfica reconheceu o mérito do FC Porto por ter somado mais pontos até ao momento, numa prestação que vale ao clube azul e branco a liderança da I Liga, com 32 pontos, mais dois do que o Sporting (30) e mais três em relação aos ‘encarnados’ (29). Porém, não se coibiu de defender que “ainda há muito campeonato” pela frente.

“Não me custa admitir que o FC Porto, por ter estado em primeiro lugar até agora, fez mais pontos. Isto é um campeonato, ainda faltam muitos pontos para disputar”, disse, rejeitando ver este FC Porto mais forte do que na última época: “O FC Porto é sempre uma equipa difícil, sempre com belíssimos jogadores. Tem sido eficaz em todas as ações e é uma equipa que se torna difícil“.

Sem querer assumir quem irá ocupar a baliza do Benfica no Clássico, mantendo a dúvida em torno de Bruno Varela e Svilar, o treinador dos campeões nacionais abordou também a saída do outro guarda-redes, Júlio César, garantindo que o ‘Imperador’ vai continuar a ter um espaço no balneário da equipa.

“Foi uma decisão que o jogador apresentou. O que há a registar é que foi um guarda-redes de enorme qualidade que esteve no Benfica, um profissional de excelência e vai estar connosco aqui este ano. O cacifo dele lá estará até ao fim da época. Estou convencido de que possamos comemorar títulos e ele estará cá para festejar connosco”, disse.

O FC Porto, primeiro classificado, com 32 pontos, recebe esta sexta-feira, às 20:30, o Benfica, terceiro, com 29, no Estádio do Dragão, para a 13ª jornada da I Liga, num encontro para o qual ainda não foi revelada a constituição da equipa de arbitragem.

LUSA

Deixe o seu comentário